A gengivite é uma inflamação na gengiva, causada principalmente pela placa bacteriana, que deposita-se sobre o sulco gengival, causando uma infecção que pode comprometer gengivas e dentes. É o primeiro estágio das doenças periodontais, sendo mais fácil de ser tratada, mas sem dispensar os cuidados necessários para que ela não progrida.

Causas da gengivite

A grande maioria dos casos de gengivite são causados pelo acúmulo da placa bacteriana, geralmente devido a higiene bucal inadequada e mal orientada. A placa, também conhecida como biofilme, é uma camada fina como uma película, de textura pegajosa, feito de bactérias, muco e resíduos de comida que se desenvolve na parte externa dos dentes.

Essa placa se deposita sobre os dentes e gengivas , provocando alterações nos tecidos que dão sustentação aos dentes, como as gengivas, os ligamentos e o osso alveolar (tecido ósseo que circunda as raízes dos dentes). Em se tratando especificamente das gengivas, as bactérias e toxinas produzidas pela placa e pelo tártaro (placa calcificada) provocam irritação, deixando-as inchadas e sensíveis.

Em caso de pacientes que não mantém os cuidados necessários, esse quadro pode se agravar e progredir para uma forma mais grave da doença, a periodontite, onde todos os tecidos ao redor do dente (Periodonto) são comprometidos, afetando a sustentação e provocando reabsorção óssea, retração da gengiva e até a perda dos dentes.

Existem também outras causas para a doença, como mudanças hormonais, escovação incorreta, higiene inadequada e muito mais, confira abaixo algumas causas da gengivite:

  • Higiene bucal inadequada ou insuficiente
  • Manutenção inadequada de aparelhos bucais
  • Cáries
  • Fumo
  • Doenças como o diabetes
  • Genética
  • Medicamentos
  • Alterações hormonais
  • Escovação incorreta
  • Baixa produção de saliva

 

Sintomas da gengivite

O paciente com gengivite pode desenvolver alguns sintomas mais comuns como vermelhidão, inchaço e sangramento. Já o paciente com uma infecção mais avançada pode apresentar sintomas mais severos, como retração da gengiva e a reabsorção óssea. Confira os sintomas detalhados logo abaixo:

  • Vermelhidão intenso
  • Inchaço e irritação
  • Sangramento espontâneo ao escovar/passar o fio dental
  • Coloração estranha
  • Pus e secreção ao redor dos dentes e gengivas
  • Dentes parecem mais longos (retração da gengiva)
  • Dentes mais espaçados e separados (reabsorção óssea)
  • Mal hálito
  • Em alguns casos há dor em outros não

Prevenção à gengivite

Para se prevenir da gengivite basta tomar alguns cuidados básico e mantê-los em sua rotina diária, como escovar os dentes após as refeições e antes de dormir, ter moderação no consumo de açúcar, manter um acompanhamento odontológico periódico e evitar o fumo.

Tratamento da gengivite

O ideal é procurar um especialista logo no início da doença, para evitar que a infecção progrida. Em se tratando de casos iniciais da doença indica-se um trabalho de orientação a escovação e limpeza adequados, além de controle da infecção e  remoção do tártaro. Em último caso a cirurgia periodontal pode fazer-se necessária, indicada somente quando as medidas terapêuticas não obtiveram os resultados necessários.

Não deixe de procurar um médico especializado para tratar problemas da sua saúde bucal, para isso conte com a IRio Odontologia. Venha fazer uma simulação em nosso site aqui ou entre em contato conosco pelo número (21) 2752-4100